Associação das Micro Cervejarias Artesanais de Santa Catarina

Notícias

Oficialmente Capital Brasileira da Cerveja

Carlo Lapolli
Presidente da Associação das Micro Cervejarias Artesanais de Santa Catarina (Acasc)

Há registros de que Dr. Blumenau, na carta que enviava aos interessados em viver no Vale Europeu, pedia que eles trouxessem malte. Mais de 165 anos depois, comemoramos hoje o que a nossa história já nos apontava há décadas: Blumenau é a Capital Brasileira da Cerveja.

O projeto de lei de autoria do deputado Décio Lima (PT-SC) recebeu parecer favorável do senador Dalírio Beber (PSDB-SC) e foi votado na última quinta-feira (16). Agora, aguarda apenas a sanção presidencial.

Santa Catarina produz mais de 1 milhão de litros ao mês de cerveja artesanal, através de cerca de 50 marcas. São 300 rótulos diferentes. Embora o estado seja referência quando o assunto é a bebida, não dá pra negar a influência que Blumenau exerce sobre essa trajetória. Alguns exemplos deixam isso ainda mais claro.

Um dos mais óbvios é a Oktoberfest. Além de ser uma tradicional festa de cerveja e cultura alemã, ela evidencia a valorização do catarinense pela cerveja artesanal: as marcas locais são cada vez mais representativas no volume da bebida consumido na festa.

Em março, os olhos do mercado cervejeiro mundial se voltam para Blumenau com o Festival Brasileiro da Cerveja, o Concurso Brasileiro da Cerveja e a Feira Brasileira da Cerveja. Os eventos, retomados em 2010, já são considerados os mais importantes do país no segmento.

Durante todo o ano, a Escola Superior de Cerveja e Malte recebe centenas de alunos de todo o mundo. Turistas movimentam o Museu da Cerveja em busca de conhecimento sobre a produção e a história da bebida no município. Mais recentemente, o organizado Vale da Cerveja reúne informações para o turista que deseja vivenciar a experiência cervejeira.

Além de tudo isso, ainda temos as cervejarias. Premiadas nacional e internacionalmente, elas disseminam a marca de qualidade que a cidade imprimiu em setores como têxtil, tecnologia e informática também no sabor das suas receitas.

O que Blumenau era por fato, agora também é por direito. Cabe aos blumenauenses, cervejeiros, órgãos públicos e privados extrair resultados deste título para toda a sociedade. E se depender do que estamos vendo acontecer, não vai demorar muito.​

Post navigation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *